Com a saída de Jô Soares para o SBT, Globo montou um time de estrelas e apostou em novo estilo de humor com o 'TV Pirata'

Por Redação em 02/04/2021 às 16:54:00

TÍTULO
"TV Pirata"

GENERO
Entretenimento

SUB-GÊNERO
Humor

AUTOR
FASE1: Mauro Rasi, Luis Fernando Verissimo, Vicente Pereira, Patricya Travassos, Felipe Pinheiro, Pedro Cardoso, Hubert, Reinaldo, Bussunda, Cláudio Manoel, Helio de La Peña, Beto Silva e Marcelo Madureira, com supervisão de texto de Cláudio Paiva.

FASE 2: Alexandre Machado, Beto Silva, Bussunda, Claudio Manoel, Helio de La Peña, Luis Fernando Verissimo, Marcelo Madureira, Mauro Rasi, Reinaldo e Expedito Faggione.

DIREÇÃO
José Lavigne, Carlos Magalhães e Guel Arraes.

ELENCO
Guilherme Karan
Pedro Paulo Rangel
Regina Casé
Marília Pêra
Claudia Raia
Diogo Vilella
Debora Bloch
Marco Nanini
Ney Latorraca
Luis Fernando Guimarães
Louise Cardoso
Cristina Pereira
Marisa Orth
Maria Zilda Bethlem
Otávio Augusto
Antônio Calloni

EMISSORA
TV Globo

EXIBIÇÃO
05 de abril de 1988 à 31 de julho de 1990 (semanal)
21 de abril a 08 de dezembro de 1992 (mensal)

SINOPSE
O programa fugia da formula mais utilizada pelos programas de humor até então, que sempre traziam personagens fixos e seus bordões.

O "TV Pirata" funcionava como uma grande colcha de retalhos, com paródias satirizando programas de televisão, telenovelas, seriados, telejornais, musicais, até mesmo anúncios comerciais e mensagens de utilidade pública. Tudo era motivo para rir um pouco.

Através desta sátira, assuntos presentes no cotidiano dos brasileiros eram inseridos no texto. Os quadros não eram fixos, porém, alguns ganharam vida longa como as memoráveis paródias da novela "Roda de Fogo" que ganhou a versão "Fogo no Rabo" no programa. Ou "TV Macho", uma paródia do "TV Mulher".


BASTIDORES
A estreia do "TV Pirata" foi arquitetada pela Globo em resposta à saída de Jô Soares da emissora. Jô, uma das estrelas do humor na época, com programa semanal "Viva o Gordo", atendeu ao chamado de Silvio Santos.

Numa tacada de mestre, Silvio tirou da Globo Jô, Max Nunes (idealizador de diversas atrações de sucesso como "Balança Mais não Cai") e Hilton Marques (redator preferido de Jô). Silvio decidiu manter o programa no mesmo dia e horário em que era exibido na Globo.

A ideia de Boni era estrear o "TV Pirata" no dia 7 de março, mesma data escolhida para o SBT para iniciar o "Veja o Gordo". Mas a emissora preferiu aguardar um mês e lança-lo às terças. (Jô Seguiu às segundas).

Para chamar a atenção do público trouxe Regina Case, que estava no ápice por sua personagem Tina Peper da novela "Cambalacho".

O "TV Pirata" investia num "novo" estilo de humor. No time de redatores, o trio responsável pelo "Planeta Diário", jornal de paródias que fazia muito sucesso na época: Reinaldo, Hubert e Marcelo Madureira, além da equipe do "Casseta Popular", uma revista do gênero: Mauro Rasi e Vicente Vaz Pereira. Anos mais tarde, as duas equipes viriam a criar o "Casseta & Planeta Urgente!", que ficou vários anos no ar.

Em pouco tempo o programa passou a ser alvo de empresas e de políticos.

Comunicar erro

Comentários