Escritor Michel Laub é entrevistado no 'Provoca'

Por Redação em 30/11/2020 às 17:55:00

Nesta terça-feira (1/12), Marcelo Tas conversa com o escritor e jornalista gaúcho, Michel Laub no #Provoca. Ele fala sobre seus dois livros O Tribunal da Quinta-feira (2016) e o mais recente, Solução de Dois Estados (2020), além de comentar sobre sua profissão. O programa é exibido às 22h15, na TV Cultura e no YouTube.


O livro Tribunal da Quinta-feira fala do julgamento que pode pegar qualquer um, o tal cancelamento, cultura em plena atividade nas redes sociais, ou seria antissociais?. Sobre a frase do livro: "Todo linchador age em nome de princípios nobres", Marcelo Tas questiona: como abrir os olhos dos linchadores desses princípios? Laub responde: "A frase é tudo fascista. O que faz diferença porque o fascismo histórico mesmo, lá nos anos 30, era motivado por questões que as pessoas consideravam nobres. É evidente que não era. Mas estavam em nome de um grande ideal. Então isso sempre existiu".


Na segunda parte da edição, Tas conversa com o escritor sobre seu recente lançamento, Solução de Dois Estados (2020), que relata o conflito entre os irmãos Alexandre e Raquel. "A ideia de ter dois personagens em que as suas maneiras podem parecer muito desagradáveis, para mim, é muito interessante. Porque a ficção é o único discurso possível em que você consegue mobilizar a atenção de alguém, a sensibilidade, para acompanhar coisas que não são necessariamente agradáveis. Que não tem o bonzinho e o malzinho e uma lição para ser tirada dali, que a vida dele vai melhorar por causa daquilo. Isso foi um pouco a motivação para eu escrever o livro", comenta Michel.


No último quadro, eles refletem quanto à provocação do dramaturgo húngaro, Ferenc Molnár "A carreira do escritor é como a da prostituta, no começo ela faz por prazer, depois para dar prazer aos amigos e por último só pelo dinheiro mesmo".

Comunicar erro

Comentários