Em 1989, Silvio Santos foi candidato à Presidência da República e chegou a liderar as pesquisas

Apresentador e dono do SBT fez campanha, mas foi proibido de concorrer.

Por Rodrigo Felício ([email protected]) em 15/11/2020 às 13:33:20

Carisma e popularidade Silvio Santos sempre teve. Antes e durante sua carreira na televisão.

Não é atoa que o empresário foi dono das maiores audiências das emissoras por onde passou e, também, do SBT, seu canal de televisão.

Você votaria em Silvio Santos para presidente do Brasil?

Senor Abravanel (seu nome verdadeiro) foi candidato em 1989.

Naquela que era a primeira eleição presidencial após o fim da ditadura militar, Silvio Santos tentava pela segunda vez entrar na política.

Na primeira, para a prefeitura de SP, havia fracassado com a candidatura pelo PFL no lugar de Aureliano Chaves. Silvio desistiu alegando problemas de saúde.

Foi ai que, no ano seguinte, um partido bem pequeno, PMB (Partido Municipalista Brasileiro), para viabilizar o desejo do 'homem do baú', fez com que Armando Corrêa, que até então estava na corrida eleitoral, renunciasse poucos dias antes das eleições. Ou seja, para votar em Silvio Santos, a população precisaria votar, nas células, em Armando.

Silvio Santos chegou a fazer campanha por alguns dias e a liderar as pesquisas de intenção de voto.

Os partidos adversários, então, entraram com ação no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para barrar a candidatura.

Por sete votos a zero, os ministros do TSE entenderam que Silvio Santos era inelegível por ser concessionário de uma rede de televisão e consideraram inexistente o Partido Municipalista.

Veja um vídeo da Campanha de Silvio Santos.


Comunicar erro

Comentários