Santana, Raquetadas e casal lésbico. Com diversos marcos, 'Mulheres Apaixonadas' abordou temas polêmicos e foi a estreia de Bruna Marquezine na TV

Por Redação em 09/10/2020 às 12:31:48
Bruna Marquezine estreando como a doce Salete em "Mulheres Apaixonadas"

Bruna Marquezine estreando como a doce Salete em "Mulheres Apaixonadas"

TÍTULO
"Mulheres Apaixonadas"

GENERO
Dramaturgia

SUB-GÊNERO
Telenovela

AUTOR
Manoel Carlos

DIREÇÃO
Ricardo Waddington, Rogério Gomes e José Luiz Villamarim

ELENCO
Christiane Torloni (Helena)
Jose Mayer (Dr. Cesar)
Tony Ramos (Teo)
Camila Pitanga (Luciana)
Rodrigo Santoro (Diogo)
Helena Ranaldi (Raquel)
Dan Stulbach (Marcos)
Carolina Dieckmann (Edwiges)
Susana Vieira (Lorena)
Giulia Gam (Heloisa)
Marcelo Antony (Sérgio)
Erick Marmom (Claudio)
Vanessa Gerbelli (Fernanda)
Maria Padilha (Hilda)
Eduardo Lago, (Leandro)
Claudio Marzo (Rafael)
Bruna Marquezine (Salete)
Regiane Alves (Dóris)
Lavínia Vlasak (Estela)
Carolina Kasting (Laura)
Natalia do Valle (Silvia)
Paloma Duarte (Marina)
Vera Holtz (Santana)
Julia Almeida (Vidinha)
Alinne Moraes (Clara)
Paula Picarelli (Rafaela)
Leonardo Miggiorin (Rodrigo)
Pitty Webo (Marcinha)
Pedro Furtado (Fred)
Carmem Silva (Flora)
Daniel Zettel (Carlinhos)
Regina Braga (Ana)
Nicola Siri (Padre Pedro)
Umberto Magnani (Argemiro)
Marcos Caruso (Carlão)
Oswaldo Louzada (Leopoldo)
Martha Mellinger (Irene)
Ana Roberta Gualda (Paulinha)
Tião D"Avila (Osvaldo)
Manoelita Lustosa (Inês)
Cristina Fagundes (Vilma)
Rafael Calomeni (Expedido)
Walderez de Barros (Alzira)
Carol Castro (Gracinha)
Serafim Gonzales (Dr. Onofre)
Marly Bueno (Marta)
Elisa Lucinda (Pérola)
Xuxa Lopes (Leila)
Paulo Figueiredo (Afrânio)
Paulo Coronato (Caetano)
Renata Pitanga (Shirley)
Guilhermina Guinle (Rosinha)
Arlete Heringer (Ivone)
Laura Lustosa (Margareth)
Roberta Rodrigues (Zilda)
Sheila Mattos (Celeste)
Joana Medeiros (Leonora)
Gisele Policarpo (Elisa)
Caco Baresi (Orlando)
Laércio de Freitas (Ataulfo)
Victor Cugula (Lucas)
Diego Gonçalves (Jairo)

EMISSORA
TV Globo

EXIBIÇÃO
17 de fevereiro a 11 de outubro de 2003

CAPÍTULOS
203

SINOPSE

Helena (Christiane Torloni) é uma mulher madura e bem sucedida. Diretora de uma escola, passa a se incomodar com a rotina o dia-a-dia. Cria, ao lado do marido, o músico Teo (Tony Ramos), um filho adotado. Téo, apesar de apaixonado pela esposa, esconde dela um grande segredo: o filho é, na verdade, fruto de uma "pulada" de cerca dele com uma ex-garota de programa.

Cansada, Helena decide, após 15 anos de casamento, dar chance à um "velho-novo amor". É quando o viúvo César (José Mayer), um namorado do passado, volta a cruzar seu caminho.

Mas nem tudo são flores. César é "mulherengo" e enfrenta diversos problemas em casa. Seu filho, Rodrigo (Leonardo Miggiorin), por exemplo, o culpa pela morte da mãe.

A história é repleta de dramas familiares e do cotidiano.

BASTIDORES

"Mulheres Apaixonadas" foi um grande sucesso de Maneco que, mais uma vez, trouxe à discussão temas importantes e relevantes como violência doméstica, alcoolismo e preconceito com idosos. Terminou deixando uma galeria de personagens e cenas marcantes.

Quem, depois da novela, não passou usar "Santana" (personagem de Vera Holtz) para se referenciar à algum amigo que andou "bebendo demais"? Ou não se chocou com as cenas onde Marcos (Dan Stulbach) batia na esposa, Raquel (Helena Ranaldi), com uma raquete de tênis? E não param por ai: Doris (Regiane Alves) que maltratava os avós quase levou a atriz a "apanhar" nas ruas; o casal Rafaela (Paula Picarelli) e Clara (Aline Moraes) que ganhou torcida do público para ficarem juntas no final da novela.

A novela foi também a primeira de Bruna Marquezine, que comoveu o Brasil como Salete. A menina perdia a mãe Fernanda (Vanessa Gerbelli), vítima de uma "bala perdida" no Rio de Janeiro. Sob a tutela de sua avó perversa, Inês (Manoelita Lustosa), a trama da criança mexeu com o público.

"Mulheres Apaixonadas" levou muitos prêmios em várias categorias do Troféu Imprensa e "Melhores da Televisão" promovido pela APCA e é muito lembrada com carinho pelo público.

A novela estreou com média de 45 pontos no Ibope e marcou 59 no último capítulo.

Foi reprisada no "Vale a Pena ver de Novo" em 2008 e, atualmente (outubro, 2020) ocupa uma faixa de reprise no canal VIVA.

Comunicar erro

Comentários