Imagina chegar 'chegando' e, depois de uma grande festa, ter sua vida devastada por uma tragédia, te reduzindo quase à pó! Parece enredo de novela mexicana, mas é a história do início da TV Band. Conheça!

Por Rodrigo Felício em 05/09/2020 às 18:55:29

Antes de adentrarmos de vez nos anos 70, vamos dar sequência à segunda parte da matéria que iniciamos ontem, onde lembramos a TV Cultura. Agora, é a vez da Band, uma importante emissora que surgiu em 1967.

A TV Bandeirantes foi mais um pilar do império de comunicação de João Jorge Saad, que já tinha a Rádio Bandeirantes. Para montar sua emissora, investiu no que havia de mais moderno em equipamentos de Televisão e adentrou ao concorrido cenário de São Paulo em 13 de maio de 1967.

A emissora chegou "chegando". Dava até "medo" para as concorrentes, visto o investimento que ali fora depositado. Contava com dois estúdios de 800 m2 dentro de uma área de 14 mil m2, que abrigava os demais departamentos da empresa. "Um espetáculo!", diria Hebe. Os números davam uma ideia dos planos da nova rede.

Primeira marca do canal em 1967

A primeira fase da emissora passaria a contar com nomes como Arlete Salles, Lúcio Mauro, Ari Toledo, Xênia Bier, entre tantos outros. Logo em seu ano de estreia, inovou com a novela "Os Miseráveis", adaptada por Walter Negrão e que trazia, pela primeira vez, capítulos mais longos. Até então as novelas tinham, no máximo, 30 minutos. Agora, passariam a ter 45.

Mas aquela nova casa, sofreu logo em seus primeiros anos um terrível abalo: em julho de 1969, após ter comemorado seu segundo aniversário, um terrível incêndio devastou toda estrutura do canal. Foi o maior incêndio dentre todas as emissoras (naquela época também sofreram incêndios a Globo, Record e Excelsior). A Band ficou reduzida à um minúsculo estúdio dentro de um caminhão. Um teatro foi improvisado para transmitir programas de auditório.

O trágico incêndio que destruiu a Band

E, com Fênix, a emissora renasceu das cinzas.

Os programas

A Band coleciona ao longo de sua trajetória momentos marcantes. Como não lembrar do "Festival Nacional do Choro" (1977) em homenagem à Pixinguinha e do "Titulares da Notícia" (1967), programa que já fazia sucesso na rádio e foi comandando na TV por Mauricio Loureiro Gama em sua primeira fase. O telejornal não apenas dava a notícia, mas interpretava e analisava os fatos.

Na dramaturgia, a Band contou com um elenco de estrelas. Por suas novelas e teleteatros passaram Fernanda Montenegro, Irene Ravache, Cacilda Becker, Betty Faria, Nathalia Timberg, Fúlvio Stefanini, Débora Duarte entre tantos outros. Um dos momentos mais felizes da emissora seria no início dos anos 80, quando produziria um de seus maiores sucessos: "Os Imigrantes" (1981) de Benedito Ruy Barbosa. Depois vieram "A Idade da Loba" (1995) com Betty Faria e "Floribella"(2005), que inclusive será reprisada neste mês.

Na metade dos anos 80 até final dos anos 90, a emissora se especializou em coberturas esportivas. Chegou a usar o slogan "canal do esporte". Uma nova linguagem, com programação mais diversificada começou em meados dos anos 2000, com investimento, novamente, em outros gêneros como programas de auditório, novelas e séries.

Passaram ainda pela Band a "Buzina do Chacrinha" (1978), "Hebe" (1986), "Moacir Franco Show" (1980), "Clube do Bolinha" (1974), "Cozinha Maravilhosa da Oféia" (1968), "Silvia Popovic" (1992), no seu auge, .

"Clube do Bolinha", um dos programas mais marcantes da Band

A Band foi o celeiro de vários talentos que hoje fazem sucesso na Globo e outras emissoras como Luciano Huck que estreou lá com o programa "H" (1996), Willian Bonner que comandava o noticiário "O Repórter" (1981), Fausto Silva que comandou o "Perdidos na Noite" (1989), Otavio Costa com seu "O+" (1998) e Cissa Guimarães que tinha o "Varielity 90 Minuntos" (1981).

Luciano Huck no comando do programa "H"

Em 2020 a emissora completou 53 anos e ainda segue firme e forte. Nomes como José Luis Datena no comando do "Brasil Urgente", Catia Fonseca no "Melhor da Tarde" engrossam o time de estrelas da emissora. No entanto, segue sem desempenho expressivo diante do forte cenário concorrencial que atravessa o mercado da Comunicação no Brasil.

Que ela volte a chegar "chegando" com suas próximas novidades.

- x –

Ao longo do nosso especial, você vai acompanhar aqui no "Memória da TV" muitas histórias legais, engraçadas e de sufoco que os profissionais da TV enfrentaram no início. E foi graças à eles que a TV foi se aprimorando e chega hoje na sua casa com essa qualidade incrível. CLIQUE AQUI E VEJA TODAS AS MATÉRIAS QUE PRODUZIMOS!

E olha:

Se gostou, compartilha nosso texto! E não deixe de nos seguir no Twitter e volte todos os dias no nosso site! Tem notícias do passado e atuais! Tudo num só lugar!

Comunicar erro

Comentários