Não foram só Tupi, Paulista e Record! Outras emissoras de TV surgiram na década de 50 e ajudaram a consolidação do veículo. Saiba mais sobre a TV Rio e TV Continental

Por Rodrigo Felício em 27/08/2020 às 18:58:41

Quando falamos no início da televisão no Brasil, a primeira emissora que nos vêm em mente é... TV Tupi. Justo! Justíssimo, aliás!

Depois, lembramos da TV Record, até porque é a mais antiga ainda no ar. Com um pouco mais de esforço pode ser que venha à nossa mente Hebe, Silvio Santos... TV Paulista! Bingo! São estas!

Não! A TV nos anos 50 vai muito mais além do que estas três estações.

E "as outras" que surgiram nesta década foram muito importantes para ajudar a consolidação e até revolucionar o veículo. Estamos falando da TV Rio e TV Continental. Bora conhecer um pouquinho mais sobre elas?

TV Rio


Depois que a TV Tupi chegou no Rio de Janeiro, o entusiasmo tomou conta dos cariocas. Não demorou muito para que um novo canal surgisse. Afinal, só em São Paulo já haviam 3. Paulo Machado de Carvalho, que já tinha a Record conseguiu, juntamente com João Batista do Amaral a concessão para operar também no Rio. Seria o canal 13. No entanto, quando a emissora entrou no ar, em 17 de julho de 1955, com o nome de TV Rio, apenas João Batista era dono. Participaram da inauguração artistas como Murilo Neri, Anilza Leoni, Sargentelli, e Léo Batista.

Instalada em Copacabana, na altura do Posto 6, a "tv carioquinha", como ficou conhecida, logo chegou à liderança de audiência com programas como "TV Rio Ring", que trazia as famosas lutas de boxe com homens fantasiados de super-heróis.

Um ponto muito importante foi a chegada do jovem Walter Clark, vindo de agencias de publicidade e que, em poucos anos, iria revolucionar a televisão brasileira com suas ideias. Lá na frente, seria ainda responsável pelo início da TV Globo.

A "amizade" entre as emissoras mais uma vez volta em pauta. Vocês já leram em matérias anteriores sobre essa questão. Se não leu ainda, clique aqui e veja os textos anteriores! Alguns programas que eram produzidos em São Paulo pela TV Paulista e TV Record ganharam versões cariocas ou passaram a ser exibidos através da "Cadeia das Emissoras Unidas" que proporcionava que os públicos de ambos estados acompanhassem atrações simultâneas.

Foi quando no final dos anos 50 estrou o "Noites Cariocas" e "Noites de Gala". Ambos foram verdadeiros celeiros de talentos e berços de quadros que iriam se transformar em programas que viriam "povoar" a grade das emissoras na década seguinte. Nomes como Chico Anysio, Walter D'Ávilla, Rose Rondelli, Carmem Verônica, Tôina Carrero e Flavio Cavalcanti desfilaram por ali. Aliás, assunto do nosso próximo texto especial.

Chico Anysio em uma das apresentações do "Noites Cariocas" da TV Rio

A TV Rio continuou sua jornada de sucesso no início dos anos 60 mas passou a levar duros golpes das concorrentes.

A TV Excelsior, por exemplo, arrematou, quase que de uma só vez, boa parte de seu elenco principal em 1963. Com a concorrência com a Globo, que surgiu em 1965, passou a enfrentar sérios problemas. Sua direção ficou sob responsabilidade de diversos donos a partir de então. Com dívidas crescentes, a TV Rio teve aparelhos confiscados e sua concessão cassada na primeira semana de abril de 1977. Saiu do ar após a exibição do "Programa Henrique Lauffer" na noite do dia 11 de abril daquele ano colocando ponto final numa trajetória linda e que rendeu momentos memoráveis.

TV Continental

A Continental foi a terceira emissora em solo carioca.

Um sonho realizado de três irmãos: o deputado Rubens Berardo, Carlos Berardo e Murilo. Para dar um direcionamento para emissora, o grupo trouxe para o Rio o renomado diretor Dermeval Costa Lima, que tinha sido um dos grandes nomes da Tupi e estava atuando na TV Paulista.

Inaugurada oficialmente em 30 de junho de 1959, o Canal 9 fez uma pré-estreia um mês antes exibindo e gerando do Maracanã as imagens de um jogo entre Brasil e Inglaterra. Jogaço, aliás que rendeu vitória aos brasileiros.

A programação da emissora começou a ser transmitida em 01 de julho de 1959 e foi, na verdade, um grande show batizado de "Um Amigo em Cada Rua", dirigido por Haroldo Costa e que durou a semana toda. A cada dia, uma atração diferente: teleteatro, musicais, ,humor e esporte. Aliás, algo que a emissora passou a dar 'foco' na época de 'vacas magras'.

Um dos nomes que se consagrou na TV Continental é de Jô Soares, que nas décadas seguintes viria a despontar como um dos grandes medalhões do humor nacional. Ele já havia estreado um ano antes na telinha em quadros da TV Rio.

Aliás, a emissora não estava para brincadeira. Tinha em seu elenco nomes como Agnaldo Rayol, Edna Savaget, Nicete Bruno, Elizeth Cardoso, Ivon Curi, Joana Fomm e Cauby Peixoto. Numa parceria com a TV Paulista, trouxe Hebe Camargo para a TV carioca com o programa "Hebe Comando o Espetáculo". Um luxo só!

A TV Continental foi a primeira emissora a transmitir flashes do carnaval do Rio de Janeiro, em 1960. Ainda no "roll" de grandes feitos, foi responsável pelo primeiro vídeo-tape, ainda em 1959. Pela primeira vez, a gravou-se algo (uma festa no Copacabana Palace) que foi exibido depois. Isso, minha gente, iria revolucionar a Televisão.

A TV Continental transmite, pela primeira vez, flashes do Carnaval do Rio de Janeiro em 1960

Após o golpe de 64, a emissora começou a perder fôlego. Aos poucos a concorrência acirrada diminuiu a quantidade de anunciantes. Guerreira, ainda manteve uma programação de 2 horas por dia, no início dos anos 70. Encerrou suas atividades em fevereiro de 1972.

- x –

Ao longo do nosso especial, você vai acompanhar aqui no "Memória da TV" muitas histórias legais, engraçadas e de sufoco que os profissionais da TV enfrentaram no início. E foi graças à eles que a TV foi se aprimorando e chega hoje na sua casa com essa qualidade incrível. CLIQUE AQUI E VEJA TODAS AS MATÉRIAS QUE PRODUZIMOS!

E olha:

Se gostou, compartilha nosso texto! E não deixe de nos seguir no Twitter e volte todos os dias no nosso site! Tem notícias do passado e atuais! Tudo num só lugar!


Comunicar erro

Comentários