TV Tupi colocou modelo para protagonizar novela e se deu mal; precisou mudar a história e promover coadjuvante

Por Redação em 16/07/2022 às 16:59:53

TV Tupi colocou modelo para protagonizar novela e se deu mal; precisou mudar a história e promover coadjuvante

TÍTULO
"A Gata"

GENERO
Dramaturgia

SUB-GÊNERO
Telenovela

AUTOR
Ivani Ribeiro

DIREÇÃO
Geraldo Vietri

ELENCO
Marisa Woodward (Adriana, a Gata)
Rita Cléos (Mercedes)
Lima Duarte (Barrabal)
Elísio de Albuquerque (Bráulio)
Altair Lima (Rodrigo)
Dalmo Ferreira (Domingos)
Vida Alves (Paula)
Geórgia Gomide (Zulima)
Néa Simões (Isabel)
Eduardo Abbas (Delacroix)
Norah Fontes
Marcos Plonka (Coronel Arellana)
Xisto Guzzi
Benedita Rodrigues


EMISSORA
TV Tupi

EXIBIÇÃO
11 de maio a 02 de julho de 1964

CAPÍTULOS
39 capítulos

SINOPSE

A novela se passa no início do século 19, nas Antilhas.

Adriana é uma senhora branca, casada, conhecida por todos como "A Gata". Dona de um rancor, mágoa e maldade, ainda assim, desperta a paixão em um de seus escravos, dando início a uma trama de amor impossível.

BASTIDORES

A história, original de Manuel Muñoz Rico, mesmo autor de "O Direito de Nascer", foi adaptada por Ivani Ribeiro. No entanto, ela usou um pseudônimo para assinar a trama: Valéria Montenegro. Foi patrocinada pela Colgate Palmolive.

Para dar continuidade ao sucesso anterior, "Alma Cigana", a TV Tupi fez um movimento ousado: contratou a linda Marisa Woodward, que tinha um histórico de desfiles e era muito famosa no mundo da moda. Deu à ela o papel principal, de uma mulher forte, firme e má. Mas o público não "comprou a ideia". A atriz não convenceu no papel e criou uma grande saia justa nos bastidores.

Para tentar salvar a novela, Ivani promoveu uma grande "virada" na trama: Sua irmã, a antagonista, vivida por Rita Cléos passou a ganhar mais destaque e se transformou no principal personagem da história.

Com um grande elenco de atores negros, nenhum deles foi creditado no elenco oficial da história. Foi ainda uma das primeiras novelas a sofrer com Censura Federal na recém instaurada Ditadura Militar.

Comunicar erro

Comentários