Com Renata Sorrah, Giovanna Antonelli e Vanessa Giácomo, série 'Filhas de Eva' estreia na TV Globo

Por Redação em 01/07/2022 às 17:47:52

Três mulheres fortes e independentes. Recordações de uma vida inteira. Momentos inesquecíveis que parecem ter acontecido há muito tempo e uma pergunta em comum: até onde elas irão para encontrar a felicidade? Esse é o questionamento que dá início à série "Filhas de Eva", que chega à TV Globo no dia 12 de julho, depois de uma estreia bem-sucedida no Globoplay. Consequências e impactos de decisões importantes são o pano de fundo deste drama leve, com pinceladas de humor cotidiano e que levanta reflexões comuns a todos. A história fala sobre família, amizade e liberdade, suscitando questões que levam a pensar sobre as mudanças, os obstáculos e a coragem necessários para dar um novo rumo à vida, seja em qual fase for. Criada e escrita por Adriana Falcão, Jô Abdu, Martha Mendonça e Nelito Fernandes, a série se desencadeia a partir das histórias de Stella (Renata Sorrah), Lívia (Giovanna Antonelli) e Cléo (Vanessa Giácomo), e vai ao ar às terças e quintas-feiras, após "Pantanal".

Desde 2015, elas não dividiam um set de gravações. Depois de atuarem juntas em "A Regra do Jogo", "Filhas de Eva" marcou o reencontro de Renata Sorrah, Giovanna Antonelli e Vanessa Giácomo. "Ficamos ainda mais amigas, foi um período de muita troca e nos divertimos muito neste trabalho", conta Sorrah. "Foi muito bom ter a chance de encontrar parceiras disponíveis e generosas, algo raro hoje em dia, e isso acontece sempre que estamos juntas em cena e nos bastidores", diz Antonelli. Já para Vanessa, fazer parte deste trio foi uma realização: "Sempre tive admiração pelas duas. Eu e Renata nos identificamos muito, ela é alegre e alto astral, nunca deixa o set parado. Giovanna também, sempre trazendo muita energia positiva. Foi um prazer trabalhar com elas".

Para Leonardo Nogueira, diretor artístico, a obra trata de relacionamentos familiares pelo ponto de vista feminino, sendo esse um dos motivos principais para a escolha das protagonistas, que estão no centro da trama. "As personagens são mulheres fortes e independentes, com perfis diferentes, cada uma com seus conflitos e que se cruzam em determinados momentos", conta.

O trio de protagonistas

É na celebração de Bodas de Ouro que Stella, sua filha Lívia (Giovanna Antonelli) e a responsável pelo bolo da festa, Cléo (Vanessa Giácomo), se cruzam pela primeira vez. Durante o evento, enquanto assiste aos belos trechos de sua própria vida no telão, Stella tenta entender como aquela jovem cheia de sonhos se tornou a mulher que é hoje, aos 70 anos. O questionamento traz consigo uma certeza: o divórcio. E o pedido de separação é feito para o marido Ademar (Cacá Amaral) em alto e bom som, no meio da festa, para o espanto geral. É com essa atitude que Stella inicia a sua busca pela felicidade – e assim também dá início à série.

Intérprete da personagem responsável por iniciar uma grande reviravolta na trama e por promover o encontro das três protagonistas, Renata Sorrah descreve Stella: "Minha personagem tem clareza no coração e no pensamento, o que a leva a tomar uma atitude em busca da felicidade. O desejo por fazer coisas novas é maravilhoso", destaca a atriz.

Enquanto Lívia tenta entender a decisão intempestiva da mãe, Cléo chega com o doce confeitado no pior momento do evento. Desesperada para receber o pagamento, ela espera até que os ânimos da família se acalmem diante da notícia do divórcio. Perdida no grande salão de festa, Cléo chama a atenção de Kleber (Dan Stulbach), que se aproxima sem se identificar como alguém da família. Eles conversam, Cléo o reconhece de uma entrevista em um programa de TV e, sem saber de que se trata do marido de Lívia, se encanta por ele, que corresponde.

Lívia, por sua vez, só tem olhos para a filha Dora (Débora Ozório), que decide pegar o microfone e parabenizar a avó pela decisão. A neta adolescente e feminista sente orgulho de Stella e enxerga sua coragem para recomeçar uma nova vida. Filha da personagem de Renata na série, Giovanna Antonelli analisa como a decisão de Stella traz mudanças para quem está a sua volta. "Lívia é uma psicóloga de relacionamentos, muito bem-sucedida, mas que não consegue enxergar sua própria vida. No decorrer da história, ela passa por uma grande transformação", conta a atriz.

Em meio ao caos, na intenção de receber o pagamento pelo bolo, Cléo vai atrás de Lívia. A partir dali, novos encontros fazem com que as vidas dessas três mulheres se conectem. E na tentativa de criar novos caminhos, elas se ajudam e constroem, voluntariamente ou não, uma nova versão de si mesmas.

Nas diferenças entre as personagens, se encontram impasses, dúvidas, obstáculos e decisões inerentes à vida de qualquer pessoa. "Stella é uma mulher forte e irônica, enquanto sua filha Lívia tem personalidade sensível e é muito romântica. Já Cléo é uma pessoa carente, atrapalhada, até pela criação que teve", define Martha Mendonça, uma das autoras.

Nelito Fernandes, que também assina a criação e o roteiro, endossa a descrição. "Tivemos algumas referências de obras interessantes, como as séries internacionais Big Little Lies, This is Us e Parenthood, além do filme "Colcha de Retalhos". São produções que falam de mulheres e também de famílias, de relações humanas. O cotidiano e a realidade são nossas inspirações", complementa.

Criada e escrita por Adriana Falcão, Jô Abdu, Martha Mendonça e Nelito Fernandes, com direção artística de Leonardo Nogueira, "Filhas de Eva" vai ao ar às terças e quintas-feiras, depois de "Pantanal".


Comunicar erro

Comentários