Prestes a ganhar remake no streaming, 'Dona Beija' foi a primeira novela a apostar no erotismo e fez a Manchete bater a Globo no Ibope com dramaturgia pela primeira vez

Por Redação em 20/11/2021 às 13:29:00

O "Memória da TV" est√° prestando uma homenagem às telenovelas, que em dezembro deste ano comemoram 70 anos no Brasil. E nossa viagem, que j√° come√ßou, é "de tr√°s para frente".

Regularmente, um texto novinho pra voc√™, com curiosidades e muita história.

Muito antes de "Pantanal", refer√™ncia para se falar em "derrotas" impostas à Globo no Ibope, a TV Manchete deu um duro golpe na l√≠der de audi√™ncia na metade dos anos 80. Mais precisamente em 1986.

Com a novela "Dona Beija", a emissora de Adolpho Bloch "devolveu" prest√≠gio às tramas de época e, no Rio de Janeiro, bateu a Globo em audi√™ncia. Em S√£o Paulo, principal mercado do pa√≠s, a novela também foi bem, comparada às anteriores, chegando a quadruplicar a os n√ļmeros da faixa hor√°ria. No Rio de Janeiro estreou com 24 pontos e, em S√£o Paulo, 04. Aos poucos foi conquistando o mercado paulista e chegou a médias de 12 pontos. Um feito para a emissora na época.


Reunindo um elenco de estrelas encabe√ßado por Mait√™ Proen√ßa, "Dona Beija" apostou numa história bem contada de Ana Jacinta de S√£o José, conhecida como Dona Beija, no século 19. Desafiando a moral e os costumes da época, ela se apaixonou aos 15 anos por Antônio (Gracindo Jr) e, após a morte de seu avô, é levada de Arax√° e mantida como amante em um casar√£o por Mota (Carlos Alberto), ouvidor do Rei.

Para se vingar, enquanto ele n√£o est√° em casa, em troca de joias e dinheiro, transa com homens que à desejam. Quando o ouvir é chamado para voltar √°s suas terras, deixa Beija, que j√° acumulou uma fortuna. Ela ent√£o retorna à Araxa em busca de seu amor do passado. No retorno, encontra Antônio j√° casado e, amargurada, abre um bordel.

A novela, uma surper-produ√ß√£o da Manchete, trouxe Herval Rossano de volta à dire√ß√£o de uma trama de época. Ele tinha no curr√≠culo a primeira vers√£o de "Escrava Isaura", um grande sucesso da Globo. O diretor conseguiu ainda seduzir astros globais que toparam a nova empreitada: Bia Seidl, Mayara Magri, Marilu Bueno, Arlete Salles, Jayme Periard, Monah Delacy, Jo√£o Signorelli e Nina de P√°dua.

Para escrever a história, Wilson Aguiar Filho se inspirou em algumas obras como "Dona Beija, a Feiticeira do Arax√°", de Thomas Leonardos, e "A Vida em Flor de Dona Beija", de Agripa Vasconcelos.

Numa época em que a Censura estava come√ßando a perder for√ßa, "Dona Beija" foi a primeira telenovela a apostar alto no erotismo, com takes pra l√° de sensuais. É lend√°ria, por exemplo, a cena onde Beija passeia a cavalo, nua. Ou as cenas de seus banhos nas cachoeiras de Arax√°, que foram proibidas pela Censura Federal, mas autorizadas pelo ent√£o presidente da Rep√ļblica José Sarney, atendendo à um pedido do empres√°rio Adolpho Bloch, dono da TV Manchete.

Em 2009 o SBT reprisou a novela, após comprar as fitas da falida TV Manchete. A emissora chegou a noticiar que faria um "remake" da trama, o que n√£o aconteceu.

Not√≠cia diferente das atuais, que confirmam uma nova vers√£o de "Dona Beija". A produtora de conte√ļdo Floresta, j√° dona dos direitos da história, deve estrear em 2022 em uma plataforma de streaming o remake em torno de 50 cap√≠tulos, mais curto que a original, que contou com 89.

E n√£o perca nossa "viagem" pelas novelas que entraram para a história da TV

E veja todos os textos que publicamos, reunidos aqui!

Comunicar erro

Coment√°rios