'Avenida Brasil' virou coqueluche nacional, consagrou Adriana Esteves e parou o pa√≠s com a exibi√ß√£o do √ļltimo cap√≠tulo

Novela é a mais vendida pela Globo mundo afora.

Por Rodrigo Felicio ([email protected]) em 17/09/2021 às 17:33:50

O "Memória da TV" est√° prestando uma homenagem às telenovelas, que em dezembro deste ano comemoram 70 anos no Brasil. E nossa viagem, que j√° come√ßou, é "de tr√°s para frente".

Regularmente, um texto novinho pra voc√™, com curiosidades e muita história.

Quando olhamos para a linha do tempo na faixa das 21h da Globo, n√£o houve, após "Avenida Brasil", exibida em 2012, nenhuma outra novela, pelo menos até agora, que superasse sua audi√™ncia.

Escrita por Jo√£o Emanuel Carneiro, a trama cativou todas as classes sociais e virou assunto em quase todas as conversas ao longo dos sete meses em que ficou no ar. Definitivamente marcou a história das telenovelas!

Repleta de ganchos, 'Avenida Brasil' contou a história de Rita (Mel Maia) que perdeu o pai Genésio (Tony Ramos) após um plano da madrasta Carminha (Adriana Esteves). A vil√£ contou com a ajuda de seu amante Max (Marcelo Noaves). Após ser abandonada em um lix√£o, Rita é adotada e, doze anos depois, ressurge como Nina. Ao voltar para o Brasil, é contratada pela ex-madrasta, que n√£o a reconhece. Carminha tem uma vida de luxo, depois que se casou com o ex-jogador Tuf√£o (Murilo Ben√≠cio). Ali√°s, para n√£o se afastar do amante, a loira uniu Max com a cunhada Ivana (Let√≠cia Isnard). A partir da√≠, Nina come√ßa a colocar em pr√°tica seu plano de vingan√ßa. E esta busca por "justi√ßa", as crueldades de Carminha e a bagun√ßa da fam√≠lia Tuf√£o em torno da mesa de jantar, cativaram o p√ļblico.


Com um uma linguagem que se aproximava das séries americanas, desde a agilidade e desdobramentos da história até a 'fotografia' das cenas, a produ√ß√£o foi uma das primeiras a virar coqueluche na Internet. Qual tuiteiro ou perfil do Facebook n√£o "brincou" ou repostou um meme com os famosos "oioiois" da m√ļsica que embalava a abertura. Frases dos personagens como "É tudo culpa da Rita" e "Me serve, vadia!" seguem até hoje no vocabul√°rio do p√ļblico que, com certeza, ainda se recorda da risadinha do personagem Nilo (José de Abreu).

Adriana Esteves foi al√ßada de vez ao time de primeira grandeza da Globo com a vil√£ Carminha. Até hoje, quase dez anos depois, ainda somos impactados por memes e figuras com caretas da personagem.


Diversas cenas marcaram a novela, como Rita ainda crian√ßa sendo abandonada no lix√£o e correndo atr√°s do carro de Max, Carminha enterrando Nina viva ao descobrir sua verdadeira identidade, Nina se vingando de Carminha e fazendo terror psicológico, Carminha sendo expulsa da mans√£o por Tuf√£o e b√™bada, num caminh√£o de lixo, pedindo para o motorista "tocar para o Inferno". E claro, a cena final onde Carminha e Nina se reconciliam.

Esperto, João Emanuel Carneiro programava para os sábados um capítulo repleto de reviravoltas. Isto ajudava a novela a ter uma audiência em alta todos os dias da semana.

No √ļltimo cap√≠tulo, o que se viu foi uma movimenta√ß√£o que h√° muito tempo n√£o se via. Tel√Ķes foram colocados em diversas pra√ßas das cidades Brasil afora. Todo mundo queria ver o desfecho da trama. O "The Guardian", importante jornal brit√Ęnico, destacou a mudan√ßa de agenda da presidente Dilma Rousseff para n√£o coincidir com o √ļltimo cap√≠tulo de "Avenida Brasil". Outros ve√≠culos, como a também brit√Ęnica rede BBC, o Washington Post, um dos principais jornais americanos, e a revista Forbes lembraram que a audi√™ncia espetacular da novela poderia causar sobrecarga no fornecimento de energia elétrica – o que acabou n√£o acontecendo.


O "burburinho" ajudou a impulsionar a novela mundo a fora, fazendo a trama se transformar na telenovela da Globo mais vendida no mundo. Ao todo quase 150 pa√≠ses puderam conferir a história de Jo√£o Emanuel Carneiro.

E n√£o perca nossa "viagem" pelas novelas que entraram para a história da TV!

E veja todos os textos que publicamos, reunidos aqui!

Comunicar erro

Coment√°rios