'A Deusa Vencida' - Capítulo 28: 'O Teatro...'

Por Redação em 26/11/2021 às 23:01:21

Atenção:
Para conferir todos os capítulos e seguir a ordem cronológica – VALE A PENA – CLIQUE AQUI!

"Cecilia (Glória Menezes) está um pouco indisposta, Sofia (Maria Aparecida Alvez); não vai descer para o café. Decidimos suspender a viagem." Fernando (Edson França) explicava à mãe (Raquel Martins) e Sofia que a planejada viagem de núpcias não mais ia ser feita.

Sofia chamou Candinha (Lourdinha Felix) e mandou-a preparar uma bandeja com o desjejum, para levar a Cecília.

"Não é nada, mãe, apenas uma indisposição", disse Fernando, tentando tranquilizar Vina. "Se houver necessidade, mandarei chamar o médico."

Sofia subiu ao quarto de Cecília com a bandeja de café. Bateu levemente na porta e entrou depois de ouvir a voz de Cecília.

"Seu café... Fernando diz que você não está se sentindo bem. Tome um pouco, você vai se sentir melhor.

"Obrigada", disse Cecília, recostando-se na cabeceira da cama.

Percebendo que Cecília não dava mostras de querer conversar, Sofia se apressou em sair.

"Se você precisar de mais alguma coisa, toque a campainha e a Candinha virá atendê-la. Ela vai ficar à sua disposição... é um pouco tagarela mas é muito boa menina e... outra coisa: agora que você é a dona-da-casa, tudo deve ser feito à sua maneira é só você determinar..."

"Se você não se importar", respondeu Cecilia, "gostaria que você continuasse a dirigir tudo. Não tenho a prática que você tem..."

"Está bem... se você prefere assim..."

Sofia ia saindo do quarto quando lhe ocorreu algo: voltou-se e se certificou - na cama só havia um travesseiro, o de Cecília!

-x-

Vina estava preocupada com o estado de Cecília. Sofia a tranquilizou:

"Ela não está doente... é apenas uma indisposição passageira. O que talvez não seja passageiro é o desinteresse que ela mostra por tudo que diga respeito à fazenda..." - Sofia lançou um olhar significativo a Vina – "...inclusive, às pessoas".

Vina não levou a mal a insinuação de Sofia. No seu íntimo, atribuiu o fato a algum ressentimento — no fundo, Cecília era uma rival vitoriosa, uma estranha que se tornava senhora da situação de um momento para outro. Vina compreendeu Sofia e tentou fazê-la ver que ainda era muito cedo para formar um juízo a respeito de Cecília: a moça tinha tido tantas emoções nas últimas horas, estava cansada da viagem, num ambiente estranho para ela, como era a fazenda - havia que esperar mais.

"Além do mais...", - concluiu Vina, "...Fernando não escolheria a moça errada para se casar... eu o conheço muito bem."

Sofia não concordava, mas preferiu não discutir mais o assunto o tempo diria quem tinha razão. Os dias se sucederam e os fatos robusteceram em Sofia a opinião de que Cecília se encontrava na fazenda a contragosto. Primeiramente, a recusa de Cecília de participar dos trabalhos da casa - ela se fechava horas e horas no seu quarto, lendo livro após livro, - sem conversar com ninguém; mesmo quando falava com Fernando, mostrava-se fria e lacônica. Logo no primeiro dia na fazenda, obrigara Candinha a usar um uniforme, à maneira das criadas da cidade, o que era motivo de muita brincadeira da parte de Tico (Ayres Pinto) e Zuza (Airton da Silva). Certo dia Cecília entrou em seu quarto e surpreendeu as duas crianças mexendo em suas coisas e as proibiu de entrarem lá sob qualquer pretexto, antipatizando-se também com elas. Foi quando Tico, que não tinha papas na língua, lhe declarou guerra:

"Nem eu nem o Zuza gosta da senhora... "Seu Fernando devia de ter casado com dona Sofia que é boa pra nós... a senhora é muito ruim!..."

A resposta desabusada valeu um castigo, imposto por Vina.

"Não dê importância", disse ela a Cecília, "estas crianças são muito mal educadas... Eu não tinha pensado nisso ainda..." disse Cecília, divagando.

"Pensado em que?"

Vina se fazia de mal entendida.

"Em Fernando e Sofia", respondeu Cecília. "Ela deve me detestar. Roubei-lhe o futuro marido..."

"Ora, não ligue a isso... é ideia de criança... não sabem o que fazem...

"Justamente por isso são sinceras", emendou Cecília. "Todos aqui devem me ter na conta de uma intrusa..."

"Não pense nisso, Cecília. Para mim você é a esposa de meu filho e eu quero bem a você como a uma filha..."

O afeto de Vina não interessava a Cecília e ela o deixou bem claro: virou as costas à sogra e foi ler seu livro na varanda. De lá se podia ver o telhado do "paiol". Como Candinha estivesse passando, Cecília a interrogou:

"Candinha, aquele telhado é da casa de algum colono?

"Não senhora, é do "paiol"... só "seu" Fernando e "seu" Jacinto entram lá... "seu" Fernando guarda muita coisa lá... às vezes ele fica horas e horas lá dentro... "seu" Jacinto tem uma chave mas não empresta prá ninguém... nem prá dona Sofia."

A única maneira de fazer Candinha parar de falar era mandá-la fazer alguma coisa bem longe — foi o que Cecília fez: mandou-a pegar uma carta que estava sobre a escrivaninha do seu quarto e levá-la para Jacinto, para que ele a pusesse no correio. A carta era endereçada a Maria Luiza Amarante (Regina Duarte).

Cecília, pensativa, estranhou o fato de Fernando não permitir que Vina e Sofia entrassem no "paiol" e se pôs a imaginar o que haveria lá dentro... Decidiu consigo mesma observar Fernando...

Realmente, após chegar do trabalho à tardinha, Fernando se dirigiu para o "paiol" e lá ficou mais de uma hora, até que soou o sino chamando para o jantar. Como já escurecia, Cecília viu lá ao longe, pelas frestas do telhado, que uma luz se apagava e pouco depois Fernando chegava.

-x-

Vina se esforçava sempre para animar a conversa durante as refeições. O assunto para o jantar foi o seu sonho:

"Sonhei que vocês..." - ela se dirigia a Fernando e Cecília – "... tinham uma criança linda e brincalhona que era louca por mim... tinha olhos verdes como você, Cecília e era morena como Fernando! Ah! Estou ansiosa pelo netinho!..."

Vina olhou interrogativamente para Cecília e depois para Fernando, que se julgou no dever de responder:

"Mãe... ainda não tive oportunidade de conversar com a senhora a respeito, mas... Cecília não pode ter filhos!"

A resposta de Fernando foi um choque apenas para Vina. Sofia, já certa de que os dois não se davam bem, tinha previsto a solução, única solução, à qual Fernando apelaria mais cedo ou mais tarde. Era o que acabava de acontecer. Vina terminou o jantar visivelmente decepcionada: nada falou mais, o que equivale a dizer que não se conversou mais durante o jantar.

Continua...

Não perca a próxima parte deste grande sucesso da TV, a novela "A Deusa Vencida", de Ivani Ribeiro. Capítulos todos os dias (de segunda à sexta), às 19h.

Para conferir todos os capítulos e seguir a ordem cronológica – VALE A PENA – CLIQUE AQUI!

· As imagens deste capítulo não são cenas da novela;

· Capítulo extraído da coleção "Telenovelas Famosas" com original de Ivani Ribeiro, adaptado por Saveiro Jr.